O ser humano, sua saúde e o exercício físico…


Estes dias resolvi começar a escrever sobre o que penso sobre nosso desenvolvimento biológico!  Vamos ver se eu consigo ser claro sobre algumas coisas. Mas, antes disto, gostaria de dizer que parte do que colocarei aqui decorre de conversas com amigos (Emerson Franchini e Fábio Nakamura). Imagem alguns fatos relevantes:

 

1) O homem (Homo Sapiens Sapiens [http://pt.wikipedia.org/wiki/Homo_sapiens]) surgiu há mais de 150 mil anos, mais provavelmente a 200 mil anos.

 

2) Naquela oportunidade eramos coletores e caçadores (http://pt.wikipedia.org/wiki/Ca%C3%A7ador-coletor).

 

 

 

Ou seja, as características de alimentação e exercitação eram mais ou menos assim:

 

 

Aí o que aconteceu? Nós nos tornamos Sedentários, no sentido antagônico ao termo Nômade.

Aí o sistema de agricultura foi aprimorado, a oferta de alimento passou a aumentar, as facilidades da vida evoluíram e chegamos na atualidade:

 

 

 

Ou seja, a gente come mais do que precisa e se exercita de modo diferente do que nosso organismo está acostumado há…. 10 mil anos.

O mundo mudou, mas o genótipo quase nada:

 

Aí, consequentemente, aparecem alguns problemas:

 

No fim das contas, a real é que estamos DESTRUINDO nosso código genético… Aí não tem biologia que resolva. Como o entendimento disto se relaciona com a Educação Física?
VIVA, COMA E TREINE COMO UM HOMEM DAS CAVERNAS!
Um exemplo engraçado? Homens das cavernas faziam exercícios intensos em jejum. Ou seja, primeiro se caça, depois se come.
Hoje as coisas estão completamente invertidas: Primeiro nos alimentamos e até suplementamos e, depois, treinamos 😉
Estranho? Olhe:
Some tips below:

Homens das cavernas levantavam coisas pesadas
Seja pegando um tronco para lenha, usando pedras como armas, construindo um abrigo ou simplesmente levando de volta o animal que foi caçado, suas vidas eram cheias de coisas pesadas, instáveis e que precisavam ser carregadas por longas distâncias.Seus corpos eram capazes de levantar grandes objetos (ou uma grande quantidade de objetos menores) e os transportar por muito tempo.

Homens das cavernas corriam e andavam para sobreviverem
Sobreviver significava ter a certeza de ter alguma coisa para comer, e não ser o jantar de outros animais. Enquanto coletavam comida, eles andavam por colinas procurando por plantas, nozes e sementes. Quando chegava a hora de caçar, iam silenciosamente até o bando de animais e entravam em ação correndo com uma lança ou pedra como sua única arma. Se uma região ficava escassa em comida, então era hora de mudar toda a tribo para algum outro local. (Isso bem antes de aprenderem a plantar e domesticar animais).
A vida de um homem das cavernas era recheada desses breves momentos de atividade intensa, variando com um estilo de vida mais calmo, caminhando e escalando.
Homens das cavernas não faziam exercícios isolados, apenas movimentos para o corpo todo
Eu tenho quase certeza que a febre das academias e equipamentos de musculação vieram muito depois dos homens das cavernas. Eu não acho que eles tiravam um tempinho pra fazer alguns abdominais ou exercícios isolados para a panturrilha… O que eles faziam era mover seus corpos da forma como foram feitos para se mover. O que significa empurrar objetos, puxar coisas, arremessar rochas e lanças, escalar e subir montanhas, agachar para pegar algo, pular por ou sobre objetos, ou levantanr coisas sobre suas cabeças ou ombros para levar pra casa. Seus corpos eram perfeitamente balanceados por movimentos naturais, e não isolando músculos.
Não existiam tênis de corrida, joelheiras ou luvas 10.000 anos atrás. Você já viu um leão alongando seus tendões ou calçando seus tênis especialmente preparados antes de correr atrás da comida? Bem… esse também era o caso do nosso homem das cavernas. Eles corriam descalço em todas as superfícies, subindo e descendo colinas, escalando rochas e todo o resto. Quando eles levantavam algo, não usavam luvas, apenas suas mãos calejadas. Como sua força de preensão de suas mãos aumentava, a força de seus corpos também.
Por causa desses movimentos de corpo inteiro e a falta de equipamentos de “assistência”, tenho certeza que lesões musculares por movimentos não ocorriam (a não ser é claro por algum acidente, ou queda). Agora olhe pros dias de hoje e você verá clínicas de reabilitação fisioterapêuticas, ortopédicas e crianças usando suportes para a coluna. O que aconteceu com nosso movimentos e equilíbrio naturais que herdamos? Partindo de que a maioria das lesões esportivas modernas são causadas por desequilíbrios musculares, talvez seja a hora de corrigir nosso desequilíbrio. O nosso homem das cavernas provavelmente não tinha uma cãibra no momento da caça, enquanto pessoas modernas as tem só de se espreguiçar…

Homens das cavernas comiam comidas naturais e tomavam bastante sol
A dieta é uma parte gigante de qualquer plano de saúde, perda de peso ou ganho muscular. O que nossos velhos amigos comiam? Bem, eles podiam coletar vegetais locais e frutas da estação (isso nos meses de verão). Também eles deveriam comer nozes e sementes que encontravam. Quando o assunto era carne, eles deviam comer todo o aninal, especialmente os órgãos como fígado e o cérebro (grandes fontes de vitaminas, minerais e gorduras). Falando em cérebro, é provado que os homens do paleolítico tinham cérebros maiores que o dos homens modernos.

Homens das cavernas não comiam de 3 em 3 horas e o café da manhã não era a refeição mais importante do dia
Naquele tempo, não existiam lojas de conveniencia para comprar um refri ou uma barra de cereais, nenhum supermercado pra comprar o jantar, e nenhuma comida enlatada pra guardar por dias. Eu aposto que o homem das cavernas não acordava de manhã para ter “a mais importante refeição do dia” como sua maior refeição. A menos que houvesse alguma carne que tenha sobrado da caça da noite passada, era hora de levantar, e procurar sua comida. Ele poderia comer pequenas porções de quaisquer frutas ou grãos que encontrasse, mas principalmente ele caçava para as grandes refeições. Ele tinha muita energia, e de fato precisava de força máxima e estar sempre alerta para conseguir abater sua presa. A maior refeição do dia era o jantar, quando ele retornava para casa e compartilhava sua caça com sua familia ou tribo. Era então tempo de comemorar, e o banquete poderia durar horas.
O único estresse era a fome e o perigo de ser o jantar de algum animal
O estilo de vida tem um grande impacto na saúde, e o problema primário da vida moderna é o estresse crônico que muitos homens enfrentam todos os dias. Nos tempos antigos existia apenas a pressão para encontrar comida e sobreviver. Eles tinham muito tempo para relaxar e não tinham que entregar um relatório na mesa do Sr. Silva ao meio-dia (outra razão pela qual Fred Flintstone não era um homem das cavernas.. hehe). Tambem não existia luz artificial ou TV para mantê-los acordados até tarde, então eles tinham uma boa noite de sono. Nossos queridos homens das cavernas tinham bastante tempo para relaxar, socializar e até brincar.
Como isso se compara com nossas vidas modernas?
Como viver como um homem das cavernas no século 21
Ok, sejamos honestos, já digo logo de uma vez que não vou morar em uma caverna e deixar de usar meu laptop, celular e internet. Mas nós podemos aprender o que é importante ao ver como nossos corpos foram FEITOS para mover/comer/viver em ótima saude e forma física. Lembre-se que homens da caverna não tinham todas as doenças crônicas degenerativas que temos em taxas epidêmicas hoje em dia. Então nós precisamos aprender com o passado e aplicar esse conhecimento em nossas vidas hoje se quisermos a chance de envelhecer com saúde.
Levante coisas pesadas
Você não vai apenas criar alguns músculos, mas também fará seus hormônios subirem para uma taxa adequada para perda de gordura e ganho de massa magra. Mantenha o peso pesado e as repetições baixas. (entre 5 e 10).
Faça exercícios de corpo todo com seu próprio peso e com pesos livres
Esqueça trabalho isolado para a maioria de seus exercícios. Não faça das máquinas a bengala do seu treino. Foque primeiramente em exercícios para o corpo todo, como flexões, barra fixa, agachamentos, levantamentos-terra, kettlebell, etc. Use seu corpo ou pesos livres para estimular todos os grupos musculares maiores e menores (estabilizadores). Faça disso a base de todos os seus treinos e você verá tremendos resultados em seu corpo todo. Não só isso, você terá muito menos chances de ter uma lesão muscular, sendo que a maioria geralmente acontece por desequilíbrios causados por muita máquina e muito trabalho isolado.
Corra / Faça intervalos
Todos podemos ver evidências que curtos períodos de esforço de alta intensidade podem levar a uma maior perda de gordura. Cardio de alta intensidade libera hormônios necessários para liberar mais ácidos em nossas reservas de gordura para que sejam “queimadas”. O melhor programa de treino envolverá algum tipo de alta intensidade sequido por um intervalo, e então uma atividade mais moderada.
Ande/caminhe/dance para um “estilo de vida cardio”
Seja como nossos ancestrais e dê uma longa caminhada na natureza. Faça a mochila, se quiser um maior desafio, como se estivesse levantando acampamento ou levando o jantar pra casa. Encontre uma trilha sinuosa e acidentada, e apenas aproveite estar ao ar livre. Deixe o iPod em casa e deixe sua mente vagar e se desprender de tudo que possa ser estressante. Ou simplesmente saia com os amigos e vá dançar, uma convenção social bem antiga de interação humana e celebração. Mas o que quer que faça, aproveite!
Treine pelado
Ok, ok.. claro que não totalmente pelado, mas esqueça de munhequeiras, luvas, “proteções” e até seus sapatos e tênis. Não importa o que faça, esteja o mais despido que puder. Se você não consegue naturalmente segurar um peso, você não deveria tentar levantá-lo. Se você precisa de calçados especiais e protetores de joelhos, você não está corrigindo todos os desequilíbrios ou formas e posturas erradas de correr ou se exercitar. Comece correndo descalço em grama, areia, ou compre uma FiveFingers, já citada no post sobre andar descalço. Você rapidamente se acostumará com a sensação e aprenderá a andar direito. Seja alguem com uma pegada forte, um fenômeno bem raro ultimamente.
Coma alimento integrais naturais
Se um alimento não estava disponível na era Paleolítica, então você não deveria estar comendo. Fique longe do que vem em um saco ou uma caixa. Vegetais frescos, frutas, grãos, sementes e carnes (com gorduras saudáveis) devem ser a maior fatia da sua dieta. Se você quer mais informações, eu sugiro o livro “The Paleo Diet” do Dr. Loren Cordain.
Tenha dias de banquete e fome
Honestamente, toda a indústria de livros de dieta fizeram mais mal do que bem com seus “você precisa comer um grandioso café da manhã e ter seis refeições ao dia”. Nós realmente precisamos de um café da manhã grandioso? Não. Um grande café da manhã vai te por pra dormir? Sim. Vamos passar fome se pularmos uma refeição? Não. Existe alguma ciência ou pesquisa real sobre a vantagem metabólica de comer seis vezes ao dia? Não, porque no fim das contas, as pessoas perdem peso não pela quantidade de refeições, mas baseado no controle de sua insulina e no déficit de calorias. O mito de que seu metabolismo entrará em colápso caso você não coma seis vezes ao dia é um dos maiores e mais perigosos mitos que há por aí, em maioria espalhados por quem? Empresas que vendem “shakes” e barras de cereal que você teoricamente tem que comer todos os dias. Não foi assim que nós evoluimos para sobreviver.É hora de voltar ao ambiente onde nossos corpos deveriam operar, e nos tornarmos mais fortes com isso.
Integre seus próprios períodos de fome e banquete. O que isso significa? Talvez você precise tirar alguns dias com comidas mais leves (menos calorias). Ou você simplesmente deve comer quando sentir fome. E não confunda fome com impulso. Conhece-te a ti mesmo! O que quer que você faça, seu corpo responde melhor a um ambiente que muda constantemente. De forma geral, você quer suas maiores refeições nas horas após seus treinos pesados da semana, quando seu corpo está pedindo por novos nutrientes. Lembre-se de que se você quer perder peso, fique de olho no controle da insulina e no déficit de calorias, não em quantas refeições você faz.
Relaxe, saia ao ar livre, tenha seu bom sono metabólico, saia com os amigos, dance e apenas aproveita sua vida. É hora de se ater ao que realmente importa em sua vida e aproveitar a companhia de pessoas/familia perto de você. Dormir bastante também ajuda seu ciclo hormonal natural que ocorre durante a noite. Saia, aproveite, divirta-se. Aproveite seu dia. Tenho certeza que o Fred Flintstone concordaria comigo nesse ponto!
(Fonte: http://scorpyrus.tk/2555)
Anúncios

Um comentário em “O ser humano, sua saúde e o exercício físico…

  1. interessante… existe algum programa de treinamento baseado nas atividades fisicas dos homens das cavernas??

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s